O Cristão e a política

O papel do Cristão se resume apenas a Esfera da Espiritualidade?

Não há um único centímetro quadrado, em todos os domínios de nossa existência, sobre o qual Cristo, que é soberano sobre tudo, não clame: ‘É meu!’” (Abraham Kuyper)

Quem foi Abraham Kuyper?

Foi um teólogo reformado, ministro ordenado da Igreja Reformada Holandesa, fundador da Universidade Livre de Amsterdam, fundou um partido político, tornou-se Primeiro Ministro da Holanda. Para o teólogo holandês, o calvinismo é muito mais que uma tradição confessional ou eclesiástica; na realidade é uma cosmovisão, uma compreensão da vida e do mundo, um sistema de pensamento e de vida. A tese da soberania divina sobre as “esferas” da vida, quer dizer que cada uma delas – a família, a economia, a política, a vida universitária, etc. – tem o seu próprio âmbito, objetivos e identidade e que devem respeitar-se mutuamente, pois estão fixadas por Deus, desde o princípio.

Para exemplificar – Tende-se a pensar que a Direita é mais centrada no indivíduo, ou seja, todas as esferas orbitam ao redor do indivíduo, já a Esquerda tende a entender o Estado como regulador de toda a sociedade. Já a visão reformada da sociedade não se centraliza nem no indivíduo e nem no Estado mas na soberania das esferas, nas quais as diferentes instituições funcionam debaixo da Soberania de Deus.

Não há um único centímetro quadrado, em todos os domínios de nossa existência, sobre o qual Cristo, que é soberano sobre tudo, não clame: ‘É meu!’ (Abraham Kuyper) Essa é outra forma de dizer que Cristo não é apenas Senhor de nossas almas mas Senhor de nosso corpo, Senhor de nossa família, Senhor do nosso trabalho, lazer e educação. Ele é o Senhor da ciência e da arte, da dança e dos dons, do comer e do beber. Não há um cantinho sequer da criação que esteja imune a seu senhorio, não há esfera ‘secular’ da vida que seja neutra em relação à soberania do Criador. O calvinismo, então, é sobre o reconhecimento do Senhorio de Cristo sobre ‘todas as cosias’ (Colossenses 1.15-20). O Deus do calvinismo não gastou parte da eternidade antes da criação inventando regras sobre o destino das almas. O Deus Triuno teve desejos para sua criação, desejos para seu florescimento, não apenas em sua ‘religião’, mas em seu trabalho, família e diversão.

(James K. A. Smith, “Cartas a um Jovem Calvinista”)

Ou seja:

  1. A soberania última pertence somente a Deus;
  2. Toda soberania terrena é subsidiária a soberania de Deus;
  3. Não há nenhum foco último de soberania NESTE mundo do qual todas as demais soberanias sejam derivadas.

A soberania pela ótica da Direita (Indivíduo), Esquerda (Estado) e da Cosmovisão Bíblica (Deus).

Os males: A Igreja usava as instituições do Estado para impor a sua disciplina e o Estado sentia-se livre para interferir em vários aspectos da vida da Igreja e da esfera religiosa. Hoje entendemos a separação entre IGREJA e ESTADO, todavia, corremos o perigo de achar que a esfera religiosa nada tem a ver com a vida política e social.

O que a Bíblia nos diz?

  • Pv 31:20 “Abre a sua mão ao pobre e estende as suas mãos ao necessitado.
  • A Igreja Primitiva At 2:45 “...distribuíam a cada um conforme a sua necessidade“: havia um olhar para as necessidades da comunidade;
  • A escolha dos diáconos para “servir às mesas” (Atos 6:1-4): havia uma necessidade de ajudar os mais necessitados.
  • Gl 2:10 “Recomendando-nos somente que nos lembrássemos dos pobres, o que também procurei fazer com diligência. “: o Apóstolo Paulo é autorizado a pregar aos Gentios sem se esquecer da vertente social do ministério.

Corpo pastoral da Igreja Central de Londrina

Autor: Pr Andre LDA

Bacharel em Teologia pela Faculdade Evangélica do Brasil - ISBL, estudou também na Faculdade Teológica Sul Americana, convalidando o curso na Unicesumar. Especialista em docência no ensino superior pela Unicesumar e Liderança, Plantação e Revitalização de Igrejas pelo Seminário Teológico Asbury. Atualmente é graduando em licenciatura em história pela Unicesumar. Tenho uma grande e honrosa missão, Ganhar, Cuidar e Encorajar as pessoas a terem um relacionamento com Jesus, é nisso que gasto minha vida, eu e toda minha família estamos envolvidos nesta nobre tarefa. Soli Deo Gloria

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: