O MAIOR MANDAMENTO

Marcos 12:28-30

Nessa referência que acabamos de ler, vemos Jesus sendo questionado sobre qual o mandamento mais importante de todos, e sem hesitar Ele responde sobre o quanto devemos amar a Deus, e que nada é tão relevante quanto isso. Afinal de contas é maravilhoso olharmos o evangelho apenas pelo lado da graça, do favor imerecido, de como fomos alcançados pelo imensurável amor de Deus que toca nossas vidas mesmo sendo pecadores ingratos e dignos da condenação eterna, dessa parte é mais fácil falar e viver pensando nela. Mas o problema é nos esquecermos daquilo que mais importa, que é o quanto nós devemos ao nosso Pai, o quanto Ele merece toda nossa vida, nossa devoção, nosso louvor, nossa adoração, nossa honra e nosso amor, até porque, se nós de fato não O amamos de todo nosso coração, então não estamos cumprindo o maior de todos os mandamentos, e por consequência não somos salvos, porque no íntimo do nosso coração Ele ainda não se tornou Senhor e Salvador das nossas vidas.

Deus nos amou tanto que entregou seu Filho unigênito para nos salvar, mas nos próximos tópicos vamos falar sobre o caminho inverso, sobre o nosso amor para com Ele.

1 – HONRAR, UMA FORMA DE AMAR (Efésios 6:1-3)

Você acha que o ato de matar alguém é gravíssimo demais e ofensivo a Deus?! Pois saiba que na famosa lista dos dez mandamentos “honrar pai e mãe” está acima de “não matar”, quando criança nós costumamos ouvir muito sobre o quanto devemos obedecer e respeitar os nossos pais, mas parece que conforme vamos crescendo, se tornando independentes, nós vamos nos esquecendo desses tipos de princípios. Honrar os pais é um ato de amor, eles ajudam os filhos a crescer e ensinam coisas muito importantes para que tenham uma vida longa, os filhos que honram os pais e ouvem seus conselhos poderão evitar muitos erros ao longo da vida, e mesmo se você não tem seus pais biológicos, com certeza há alguém na sua vida que acabou fazendo o papel deles na sua caminhada.

– Por quais motivos você acha que acabamos nos esquecendo de demonstrar essa forma de amor? De quais formas nós podemos honrar pai e mãe mesmo quando nos tornamos adultos e independentes deles? De que maneira podemos relacionar essa honra a nosso Deus Pai?

2 – PECADO, A BARREIRA ENTRE NÓS E DEUS (Isaías 59:2)

No nosso cotidiano existe um grande vilão que nos afasta de nosso Pai, e só de falar isso já pensamos que é satanás com toda sua maldade, mas por mais que ele viva tentando nos distrair e nos afastar da presença de Deus, na verdade ele não nos obriga a pecar, somos nós que tomamos a decisão de seguir pelo caminho do pecado mesmo sabendo que é errado. O pecado é nosso grande inimigo no relacionamento com Deus, na referência que acabamos de ler em Isaías fica muito claro o quanto o pecado desagrada Ele e cria uma espécie de barreira entre nós e nosso Pai.

– Você pode compartilhar alguma experiência onde viu isso acontecer na prática, onde as escolhas erradas que você fez te afastaram de Deus? Qual foi o sentimento que você teve quando passou por isso?

3 – OBEDIÊNCIA, AMAR A DEUS NA PRÁTICA (João 14:21)

A Bíblia nos deixa claro que não somos salvos pelas obras, que jamais alcançaríamos a salvação nos esforçando ao máximo para fazer o bem a todos, que o único meio para isso é através de Jesus, mas mesmo assim o próprio Jesus faz questão de deixar claro o quanto é importante levarmos uma vida de santidade, na referência que lemos Ele deixa muito nítido o quanto a obediência é uma evidência clara, do quanto nós de fato O amamos.

E essa é a chave para que possamos refletir, não basta apenas dizer da boca pra fora que Ele é o nosso Senhor e Salvador, para Deus são nossas escolhas e atitudes que realmente falam se entregamos nossa vida a Ele, se dizemos que O amamos mas vivemos em desobediência, Ele sabe que estamos mentindo.

– Você já parou pra pensar no quanto a obediência pode ser uma das maiores formas de amar a Deus? Ou você sempre pensou na obediência por medo das consequências?

CONCLUSÃO

Hebreus 12:14 “Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor.”

Quando falamos de demonstração de amor costumamos atrelar isso a declarações bem elaboradas e direcionadas a alguém, pensamos também em presentes que podem ser dados a pessoa, em cartas que podem ser escritas com belas palavras, mas na verdade, uma das maiores formas de demonstrar amor são as atitudes que temos em relação a essa pessoa. O que Jesus nos ensina é que uma das grandes evidências do nosso amor por Ele é o quanto nós obedecemos a tudo aquilo que nos ensina através da Bíblia.

Só alcançamos a salvação quando reconhecemos Jesus como nosso Senhor e Salvador, mas é a vida de santidade que levamos que mostra o quanto realmente entregamos nossa vida a Ele, é o quanto estamos dispostos a matar nossa carne todos os dias que declara aos céus o quanto amamos Ele de todo nosso coração.

Autor: Pr Andre LDA

Bacharel em Teologia pela Faculdade Evangélica do Brasil - ISBL, estudou também na Faculdade Teológica Sul Americana, convalidando o curso na Unicesumar. Especialista em docência no ensino superior pela Unicesumar e Liderança, Plantação e Revitalização de Igrejas pelo Seminário Teológico Asbury. Atualmente é graduando em licenciatura em história pela Unicesumar. Tenho uma grande e honrosa missão, Ganhar, Cuidar e Encorajar as pessoas a terem um relacionamento com Jesus, é nisso que gasto minha vida, eu e toda minha família estamos envolvidos nesta nobre tarefa. Soli Deo Gloria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: