PLANEJAMENTO DA CÉLULA

Cremos que o desejo do Senhor é que nos organizemos para multiplicar. Daí surge uma pergunta: Por que alguns não conseguem se organizar e avançar? Se uma pessoa não consegue organizar pequenas coisas, também não consegue organizar outras tantas que são tão importantes quanto chegar no horário, ler um livro até o final ou começar um curso de inglês e terminar. Jesus nos ensina em Lucas que aquele que começa um projeto e não termina está sujeito a sofrer gozações e chacotas. “Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se senta primeiro a calcular as despesas, para ver se tem com que a acabar? Para não acontecer que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a zombar dele, dizendo: Este homem começou a edificar e não pode acabar” (Lc 14.28-30). Se não organizarmos a visão, vamos multiplicar desorganizações e colheremos catástrofes.

  1. O QUE É PLANEJAMENTO?

Planejamento é uma das responsabilidades do Líder da Célula e consiste em exercer uma função administrativa que determina antecipadamente quais são os objetivos que devem ser atingidos e como se deve fazer para alcançá-los. É uma criação de cenários que imaginamos acerca do futuro, nos quais estabelecemos quais recursos utilizaremos para alcançar nossas metas, qual é nossa missão etc., ou seja, de uma forma bem simples é “pensar antes de fazer”.

  • QUAIS VANTAGENS DE SE PLANEJAR?

Podemos citar inúmeros benefícios da utilização do planejamento como ferramenta estratégica para as células, por exemplo:

  • Utilização eficiente dos talentos da célula, potencializando a geração de novos líderes;
  • Mensuração de resultados;
  • Direção para o cumprimento do propósito da célula, que é a multiplicação;
  • Manutenção do foco sob a visão, entre outros.
  • POR QUE PLANEJAR?

Um dos grandes Adoradores da Bíblia foi o Rei Davi (Salmos 34.3).Segundo Davi, tudo aquilo que fizermos com excelência, zelo, capricho e, sobretudo, que cooperar para a exaltação do nome do nosso Pai é um ato de adoração. Alguns anos mais tarde, o Apóstolo Paulo confirma-nos esse estilo de vida na carta à Igreja de Colossos: “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor e não para os homens…” (Colossenses 3:23). Podemos justificar a importância do planejamento à luz de razões espirituais e práticas, como descrito a seguir:

  • Razões Espirituais

Deus não abençoa na desorganização: Deus organizou a multidão. Deus organizou as multidões para que os milagres acontecessem. Organizou em grupos de 12 (Lc 6.12) e em grupos de 100 (Lc 15.3-7). Muita coisa você não conseguiu porque não se organizou. Quem quiser ver milagres, prodígios e maravilhas, faça o que Jesus ensina: organize-se. Havia uma multidão que estava ouvindo sua ministração há muito tempo, então Jesus disse: “deem-lhe de comer”. Os discípulos questionaram porque não tinham dinheiro. Jesus mandou que todos se organizassem em grupos de 50 e 100 e veio o milagre da multiplicação dos pães. Todos comeram e se fartaram, ainda sobejaram doze cestos cheios. Na desorganização não tem provisão, alimento, sucesso, só gente sem senso de direção. Quando organizamos, o povo se alimenta e se farta, nunca falta.

“Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se senta primeiro a calcular despesas, para ver se tem com que a acabar? Para não acontecer que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a zombar dele, dizendo: Este homem começou a edificar e não pode acabar” (Lc 14.28-30)

  • Razões Práticas

O atual cenário econômico mundial, com economias globalizadas e competição crescente, confirma-nos que as Organizações que não se conhecem e não definem um caminho a seguir, possuem curto prazo de existência. Para os empresários é cada vez mais imperativo um forte posicionamento estratégico e arrojadas ações para manter seus níveis de distribuição e vendas sadios. Podemos citar como características desse cenário: Competição crescente; Forte exigência por qualidade; Redução sistemática nas margens de lucro; Pressão por resultados financeiros; Necessidade de atualização tecnológica; Cenário político e econômico instável.

Uma ilustração muito atual desse contexto é a velocidade com que a tecnologia da informação tem transformado nossos hábitos e cotidiano. Tínhamos dificuldade em comunicarmos com pessoas fora do nosso país, com a introdução do computador isto tornou-se mais fácil usando ICQ, MSN, Skype e as redes sociais tais como o Orkut e Facebook e outros que revolucionaram a comunicação mundial e trouxeram a globalização ao alcance de todos nós.

  • POR QUE TEMOS TANTA RESISTÊNCIA EM PLANEJAR? 

Caráter, disse um sábio uma vez, é o modo como agimos quando ninguém está olhando. Caráter não é o que já fizemos, mas aquilo que somos. Um caráter íntegro se revela, diariamente, de muitas maneiras:

  • Um homem faz o propósito de levantar mais cedo todas as manhãs para correr em volta do quarteirão. Isso é disciplina.
  • Uma professora pacientemente investe num aluno desatento e descobre que é um escritor talentoso. Isso é visão.
  • Um universitário já vencido pelas provas e monografias pensa em desistir, mas decide continuar e estudar. Isso é persistência.
  • Um caráter marcado pelo amor, significa apenas e tão somente que desejamos ser amados. Esperamos que as pessoas nos admirem e nos tratem com carinho. Nesse caso procuramos também fazer o mesmo com elas. Entretanto, as pessoas de caráter vão além do afeto superficial. Elas se empenham na difícil tarefa de amar. O amor, diz o apóstolo Paulo, é o traço mais importante do caráter cristão (ICo 13.13) e provavelmente o menos compreendido. Contudo, é extremamente difícil aprender a amar, a menos que tenhamos também os outros atributos do caráter: a disciplina para tomar decisões e levá-las a termo; a visão para enxergar o futuro distante e perscrutar o coração das pessoas e a persistência para continuar, a despeito do escárnio, da inquietação ou do simples tédio.
  • COMO PLANEJAR?

Como assentar no banco? Após criar o seu banco, é preciso assentar nele. Mas como? É preciso aperfeiçoar seus planos! Estabelecer planos é criar metas, mas aperfeiçoar planos é gerir. E o que é gerir? O que é gestão?

  • Planejar: fixar objetivos;
  • Organizar e alocar recursos: financeiros, tecnológicos e pessoas;
  • Liderar: comunicar, dirigir e motivar as pessoas;
  • Negociar;
  • Controlar: mensurar e avaliar;
  • Analisar: conhecer os problemas;
  • Solucionar problemas;
  • Decidir e agir (rapidamente e com precisão);

A gestão é bíblica: é possível encontrar ensinamentos sobre gestão em diversos livros (Lucas 14: 28-30; Mateus 25: 14-28; Provérbios 27: 23; Romanos 12: 8; l Pedro 5: 2-4). John Maxwell em seu livro as “17 Leis do Trabalho em Equipe” salienta que “Se uma equipe deseja alcançar suas metas, ela precisa saber como está a sua situação atual. O PLACAR é essencial. Nenhuma equipe pode ignorar a realidade da sua situação e ganhar”. Veja a título de exemplo: Meta da célula: multiplicar uma vez por ano uma célula saudável. Diante dessa meta, devemos observar que para alcançarmos esse objetivo nossa célula precisa de:

  • Data definida;
    • Novo Líder;
    • Novos membros;
    • Novo anfitrião.
  • PLANEJANDO AS REUNIÕES DE CÉLULA

A sua reunião precisa ser alegre e descontraída. O foco precisa estar voltado para a comunhão. É preciso que todos se sintam seguros para compartilhar da fé em Jesus Cristo. A reunião de planejamento é específica para os membros da célula que são crentes, a ideia não é levar convidados. Por quê? Porque na reunião de planejamento são dadas algumas recomendações que devem ser colocadas em prática nas reuniões da célula. A reunião de planejamento consiste em:

  • Planejar e estabelecer a data da próxima multiplicação da célula;
  • Avaliar as reuniões da célula;
  • Planejar as próximas reuniões da célula, os eventos evangelísticos e de comunhão;
  • Distribuir tarefas e delegar responsabilidades;
  • Acompanhar as anotações feitas no Diário da Célula;
  • Encorajar e desafiar os membros para que tragam seus convidados à célula;
  • Acompanhar e colocar em prática o planejamento da próxima multiplicação;
  • Avaliar o acompanhamento e o preparo do líder em treinamento.

Há alguns fatores que devem ser considerados no momento de planejar:

  • Uma boa reunião de planejamento dará como resultado uma boa reunião de célula;
  • Uma boa reunião de planejamento ajudará a preparar os eventos agendados, facilitando assim a preparação para a multiplicação.

A Reunião de planejamento é:

  • Uma reunião de trabalho;
  • Uma reunião de avaliação;
  • Uma reunião de distribuir e cobrar tarefas.