O PODER DA COMUNHÃO

Salmo 133

Nesse estudo, duas palavras são importantes para nosso aprendizado: amor e comunhão. Ambas estão relacionadas e são essenciais em toda a nossa vida. Para iniciarmos, comente a frase: “Nenhuma pessoa conseguirá viver sozinha sem se empobrecer.”. (William Barclay)

  1. A COMUNHÃO PRODUZ ALEGRIA – (v.1)

O povo de Deus foi libertado do cativeiro babilônico, e o Salmo 133 é a expressão de alegria vivenciada pela comunhão e amor! Um só povo, vivendo sob uma única visão, torna-se um grupo coeso e inquebrável!

Como você imagina que seria se todas as denominações se unissem em torno de um único objetivo? O que você acha que aconteceria com a cidade de Londrina no nível espiritual, político e social?

2) INTENSA COMUNHÃO – (v.2)

O texto menciona o óleo precioso derramado sobre a cabeça e a barba de Arão, demonstrando que ele foi capacitado para ajudar o povo a experimentar comunhão entre si e com Deus. Quando há comunhão, as fofocas, as críticas e as divisões são superadas, pois estamos mais focados no que nos une do que nas nossas diferenças. Quais as implicações negativas da perda da comunhão com Deus e com os irmãos e irmãs?

3) A UNÇÃO QUE FORTALECE A COMUNHÃO – (v.3)

Hermom é um monte de três mil metros de altura. No inverno, seu topo é congelado, e durante o verão, é descongelado pelo calor, e a água fresca começa a descer. A água que desce faz do vale de Hermom um local produtivo. O orvalho representa a unção que vem de Deus com o objetivo de fortalecer nossa comunhão. Em relação ao orvalho, disse Fuchsia Pickett no livro O poderoso Espírito Santo: “Só o Espírito Santo pode unir os homens no corpo de Cristo. A unidade é como orvalho do céu, cheia de prazer e refrigério. É na unidade que o Senhor comanda a bênção, a vida eterna no Espírito.” Pensando nisso, compartilhe: Por que não podemos deixar de estar presentes nos cultos e nas células?

CONCLUSÃO

Uma das tarefas de Cristo foi morrer na cruz, para trazer ao nosso coração a experiência do evangelho, baseada em amor e em comunhão. Que dessa forma, juntos como igreja, possamos impactar a nossa cidade!