JESUS ESTÁ AS PORTAS

Mateus 25.31-34 e 25. 41-46

Introdução

             A volta de Jesus é o tema mais enfatizado da Bíblia. Cerca de 300 referências sobre sua 1ª vinda, e mais de 2400 sobre sua 2ª vinda.

  • O apostolo Paulo encoraja a igreja falando a respeito da volta de Jesus. “O melhor ainda está por vir”.
  • Paulo dia que não estamos fazendo uma viagem ao abismo, mas para a glória de Deus.
  • A volta de Jesus é uma mensagem de esperança. (I Tessalonicenses 4.13-14)

I. Você precisa estar atendo aos sinais da volta de Jesus. (Mateus 24.3…)

1. Manifestação da graça de Deus. (Mateus 24.14).

  • Graça e salvação de Deus para todos os homens. (Efésios 2.8; Romanos 1.16-17; Tito 2.11).
  • Todas as nações ouvirão a pregação do evangelho. (João 3.16; Apocalipse 5.9).
  • A igreja deve revelar um profundo desejo em aguardar a volta de Jesus. (II Pedro 3.11-14).

O roteiro do evangelho na história.

1. Desde Constantino (313DC até 800DC), toda a Europa recebeu o evangelho. Nesse período os maometanos apagaram a luz do evangelho na África e na Ásia.

  • De 1517 a 1792 – surgem as Juntas de Missões para o mundo.
  • De 1972 até o século 20 – Willian Carey deu inicio as Missões modernas, levando o evangelho a quase todas as nações do mundo.

2. O segundo sinal da volta de Jesus é a forte oposição a Deus no mundo. (Mateus 24.21).

  • A volta de Jesus será precedida de um tempo de grande angustia e dor. Isto é ilustrado pelo cerco e destruição de Jerusalém em 70 DC.
  • Haverá grande perseguição religiosa. (Mateus 24.8-10).
  • Engano religioso. (Mateus 24.11-12).
  • A volta de Jesus será precedida por um abandono da verdadeira fé, e o engano religioso será exaltado. Serão novas seitas, novas igrejas e falsos mestres e profetas.
  • O misticismo torce a verdade, a igreja age como empresa, o púlpito como balcão, o templo como praça, o evangelho como produto de consumo, e o povo como consumidor.

3. Os sinais indicam juízo de Deus sobre a humanidade. (Mateus 24.6-8).

  • As guerras: Na história, para cada ano de paz, ocorreram três anos de guerra. Somente nas duas grandes guerras morreram mais de 90 milhos de pessoas.
  • Desde 1945, vivemos mais de 300 guerras, onde mais de 200 milhões de pessoas já morreram.
  • Dos 500 mil cientistas no mundo, 50% trabalham em pesquisas de guerras e armas de destruição.
  • Terremotos: De 1890 – 1930 tivemos apenas 8 terremotos medindo 6.0 na escala Richter.
  • De 1930-1960, tivemos 18 terremotos;
  • De 1960-1979, tivemos 64 terremotos catastróficos;
  • De 1980-1996, tivemos mais de 200 terremotos catastróficos;
  • O mundo está sendo a cada dia, sacudido por novos terremotos, tufões, furacões, maremotos, tempestades, tsunamis, etc.

4. Em 4ª lugar, a volta de Jesus será precedida pela fome, que é um subproduto das guerras e abuso na utilização da natureza.

  • O mundo gasta mais de 1 trilhão de dólares em aramas e guerras. Esse dinheiro resolveria o problema de fome no mundo.
  • Um único avião de guerra custa o equivalente a 500 mil sacos de trigo; e um único míssel, o equivalente a construção de casas para 800 pessoas.

II. A volta de Cristo será precedida do aparecimento de anticristo. (Mateus 24.23-26) 

1. O espírito do anticristo se levanta e se opõe a tudo que se refere a Deus. Ele vai perseguir a igreja com grande poder e autoridade. Muitos cristãos serão mortos. (Apocalipse 13.7).

2. A volta de Jesus exige vigilância e prudência dos filhos de Deus. (Mateus 24-16-20). “Quando os Romanos invadiram Jerusalém, a destruição foi total e houve milhares de mortes”.

3. A fome espiritual será outro sinal da volta de Jesus. A frieza espiritual e a falta de amor predominarão. Muita religião e pouco relacionamento com Deus e falta de amor ao próximo. (Mateus 24.12).

4. A volta de Jesus revelará o cuidado de Deus com os escolhidos. (Mateus 24.22).

  • Deus tem os seus eleitos. (Efésios 1.4-6);
  • Deus poupará os eleitos – Eles serão como a menina dos olhos de Deus. (Zacarias 2.8).  

III. Como será a volta de Jesus?

1. Será precedida de grandes convulsões cósmicas. (Mateus 24.29 e II Pedro 3.10).

2. Será visível a todos. Será publica e pessoal – todo o olho o verá. (Mateus 24.30 e Apocalipse 1.7).

  • Na sua 1ª vinda, ele não foi reconhecido e aceito. (João 1.11-12).
  • Mas na 2ª vinda, todos o confessarão como Senhor. (Filipenses 2.9-11).

3. A segunda vinda de Jesus será gloriosa, única e poderosa. Ele virá com grande poder e glória. (Mateus 24.30-31 e 25-31).

4. Será vitoriosa. Será um dia de recompensa para os fieis e castigo para os infiéis. (Mateus 25.31-34 e 25.41-46).

Considerações finais:

Você está preparado para a volta de Jesus?

1. Será um dia inesperado (Mateus 24.36-39).

  • Qual tem sido sua maior ocupação neste mundo? Quais interesses têm dominado seu coração? (Mateus 24.38)
  • Muitos não estão prestando atenção aos sinais que Deus tem mandado. (Mateus 24.39)

2. A igreja precisa vigiar para não ser achada dormindo. (Mateus 24.42-46)

3. A igreja não pode viver na ignorância como os que não têm esperança. (I Tessalonicenses 4.13).

4. Você precisa considerar com mais seriedade, as verdades e os sinais sobre a volta de Jesus. (Apocalipse 22.7-12-15,17).

Winston Churchill disse: “A decadência da Inglaterra era devido ao fato que os pregadores tinham deixado de falar sobre a realidade do céu e do inferno”.

Ouvir sobre o céu e o inferno, trás profundas lições para a igreja:

1. Jesus nos alertou sobre onde de vemos ajuntarem tesouros;

2. Paulo diz que devemos pensar nas coisas que são do céu;

3. O céu nos chama para uma vida de santidade e justiça;

4. O céu nos encoraja a enfrentar o sofrimento e a morte, com a esperança.

Motivando um líder desanimado

1 Samuel 30:1-6 e 2 Coríntios 5:7

O que leva um “líder”, seja de célula, de ministério ou departamental desaminar são as pressões do dia-a-dia ou aquilo que ele (a) está fazendo não está dando resultado imediato. Aliás, 90% das causas geradoras do desânimo é o imediatismo, fruto de uma ansiedade aguda.

Se o líder está desanimado, há uma grande probabilidade de ter contaminado todo o seu grupo, precisamos estar atentos e trabalharmos no restabelecimento da visão.

Para isso acontecer é preciso colocar em praticar algumas atitudes:

1- Usar sempre palavras de fé

Sem fé é impossível agradar a Deus (Hb. 11:6) e principalmente realizar uma tarefa (1Co. 15:58) dada por Ele na edificação do seu Reino.

  • A fé vê além do que os olhos podem ver.
  • Proferir palavras de fé é crer no sobrenatural de Deus.
  • Pela fé, veja seu liderado tendo sucesso.

2- Sempre elogie

  • É preciso manter o hábito de sempre elogiar.
  • O elogio é como oxigênio para a alma.
  • Sempre existem coisas que se pode elogiar.
  • Elogiar em grupo é bom, mas elogiar as pessoas individualmente sempre é melhor.

3- Ter uma profunda gratidão

  • Procure oportunidade de agradecer seus liderados.
  • O líder que agradece seu liderado automaticamente ganha o coração dele.
  • Quando você tem o hábito de praticar a gratidão, você está injetando motivação na equipe.

4- Potencialize virtudes

  • Reconhecer as virtudes é importante, mas potencializa-las individualmente é muito melhor. (Js. 1:9)
  • Destacar um ponto positivo vai além de simplesmente elogiar.
  • Maximizar um ponto positivo é uma forma de manter o líder encorajado.

5- Celebre os resultados com os liderados

  • Você precisa estar atento aos resultados obtidos.
  • Após cada multiplicação ou qualquer avanço, célebre os bons resultados.
  • A comemoração é indispensável para manter o grupo animado.
  • Você precisa vibrar com cada conquista obtida.

Tudo o que desempenhamos no Reino de Deus precisa haver equilíbrio, sensibilidade e gratidão. Não podemos deixar nossa prática de liderança entrar no automático. Muitas igrejas, equipes etc., são dissolvidas por causa da frieza que este “automático” gera. Precisamos valorizar cada pessoa. No processo comercial por resultados, as pessoas são apenas números dentro da estatísticas, no processo celestial somos discípulos que se engajam na missão eterna do Reino de Deus, todas as pessoas são importantes!