UMA DEMONSTRAÇÃO DO AMOR DE DEUS

A SAGA DE ELIAS: UMA DEMONSTRAÇÃO DO AMOR DE DEUS

1 Reis 19:1-18

A história do profeta Elias é, em certa medida, a história de cada um de nós. Segundo Milton Schwantes, relata em seu livro:  A Profecia durante a Monarquia, o profeta viveu no século IX, no Reino de Norte, em Israel, portanto, onde foi chamado a profetizar, denunciando a idolatria, que insultava a Javé e também o abuso de poder que usurpava os pobres.

Em sua saga, o Senhor fez Elias passar por algumas etapas, até que, enfim, atingisse a comunhão íntima com Ele. Essas fases, são também prerrogativas de nossa vida espiritual, e podem vir exatamente da forma e na ordem como apresentaremos aqui, contudo, independente da sequência, todo cristão tem o privilégio de vivê-las em sua jornada rumo ao céu. Sobre isto que compartilharemos neste estudo.

1ª FASE: CHAMADO E CARISMAS

Otexto bíblico relata a história do cumprimento do chamado de Elias. Analisando a vida do profeta, vemos que seu chamado se apresentou da seguinte forma: a) Auto suficiente: Deus confia a nós o chamado e nos mantém Nele. b) Atemporal: Alcança o ser humano em qualquer fase de sua vida; c) Antagônico à realidade: Em 1 Reis 17 Deus chama Elias para viver à beira das torrentes de Querite, mas retém a chuva por três anos e meio; em seguida o envia a ficar bom tempo na casa de uma viúva em Sarepta, e “é sustentado” por uma mulher que só tinha uma última porção de azeite e  farinha.

Comente: Qual a semelhança entre o chamado de Deus a Elias e o chamado que Deus tem a você como cristão? Em meio às crises do chamado você percebe os milagres de Deus?

2ª FASE: CRISES E CONFLITOS

“O deserto não foi um acidente de percurso na vida de Elias, mas uma agenda de Deus. No deserto Deus tratou com ele, antes de usá-lo. Deus está mais interessado em quem nós somos do que no que nós fazemos.” (Hernandes Dias Lopes). Embora tenha sido usado por Deus para operar muitos milagres, Elias conheceu a tão temida depressão, que lhe roubou o ânimo, a comunhão de seus discípulos, e o desejo de vida.

Você já se sentiu como Elias? Como você experimentou a intervenção de Deus neste momento?

3ª FASE: COMUNHÃO ÍNTIMA COM DEUS

Elias, após 40 dias chegou a Horebe, o Monte de Deus, o local do chamado de Moisés, de onde brotou água da rocha, ali também estava o Sinai, local do recebimento dos 10 mandamentos. Por isso, Elias havia chegado no lugar de encontro com Deus, estaria aqui voltando a essência de tudo o que Deus já havia revelado sobre si mesmo e de suas ordens ao seu povo. Esse monte de fato representou um divisor de águas na vida do profeta,agora, após a experiência com o Senhor, retornou ao seu caminho. Toda essa situação nos leva a perceber Deus dizendo: retoma a tua vocação e o teu ministério. Sendo assim, as crises e conflitos, fizeram Elias amadurecer na fé. Pensando nisto, compartilhe: Você acredita que é possível alguém amadurecer na fé sem passar por crises?

CONCLUSÃO

Jesus da forma mais digna também passou por estas fases, contudo, independente do momento, nosso Salvador manteve seu ministério carismático e sua intimidade com Deus. Ele conhecia o Pai, revelava o Pai, seja no Monte da transfiguração ou no Calvário.

É Ele quem tem tratado nossa vida e a conduzido à mais bela e íntima comunhão com seu Espírito Santo. A Ele seja a glória!!!!

Por isso, é bom recordar uma declaração do grande pioneiro e missionário para a Índia no século XIX, Henry Martyn. “Enquanto Deus tem uma obra para eu fazer, não posso morrer”. Dificuldades vão nos cercar – muitas vezes vamos nos achar como Elias – “debaixo de um zimbro”, mas Deus está no controle. (Fonte: ultimato.com.br)