A SEGUNDA VINDA DE CRISTO

“…donde há de vir a julgar os vivos e os mortos”.

INTRODUÇÃO:

O Credo dos Apóstolos afirma que Jesus “há de vir para julgar os vivos e os mortos”. O fato e a esperança da segunda vinda de Cristo constituem-se um dos pontos centrais da vida e da doutrina da Igreja.

TRÊS PALAVRAS:

 O Novo Testamento usa três palavras gregas para destacar a esperança dos cristãos quanto à volta de Cristo: Apocalipse, que quer dizer revelação; Epifaneia, que quer dizer manifestação; Parousia, que quer dizer presença ou vinda. A palavra Apocalipse refere-se ao fato de que tudo aquilo que ainda está oculto e desconhecido com relação a Cristo e ao seu Reino será descoberto ou relevado no dia de Sua vinda (1.Co.1:7; 1.Pe.1:7; 4:13; Ap.1:1). A palavra Epifaneia mostra que a vinda de Cristo será um aparecimento em que Ele manifestará todas as bênçãos da Salvação (2.Ts.2:8; 1.Tm.6:14; 2.Tm.4:18; Tt.2:13). A palavra Parousia é a mais usada para referir-se à vinda de Cristo. Essa palavra era usada na antigüidade para a visita de um rei ou de um representante do rei. Seu sentido principal é presença. Na Bíblia é usada para indicar a presença completa e real de Cristo com a sua Igreja (Mt.24:3,27 e 37; 1.Co.15:23; 1.Jo.2:28; 1.Ts.2:19).

Grandes acontecimentos que precederão a vinda de Cristo. Segundo os ensinos da Palavra de Deus, alguns acontecimentos importantes servirão de sinais e precederão a vinda de Cristo. São cinco:

1º. A chamada dos gentios:

Jesus, em seu sermão profético, fala que o Evangelho do Reino seria pregado a todas as nações antes que viesse o fim (Mt.24:14; Mc.13:10). Ele falou também que muitos gentios se converteriam ao evangelho. Paulo fala na “plenitude dos gentios” (Rm.11:25). Essas profecias não querem dizer que todos os povos da terra se converterão, nem que a cada pessoa na terra será  pregado o Evangelho pelos métodos que conhecemos, mas chegará um dia em que o Evangelho será pregado como testemunho a todos os povos, dando oportunidade para aceitação ou rejeição.

2º. A conversão da plenitude de Israel:  

O Antigo e o Novo Testamento falam da futura conversão de Israel (Zc.12:10; Rm.11:26). Alguns intérpretes da Bíblia acham que todos os filhos de Israel se converterão; outros entendem que somente a relíquia aceitará o evangelho. O que podemos afirmar é que um grande número de israelitas aceitará Cristo como Salvador.

3º. A grande apostasia e a grande tribulação:

No sermão profético de Cristo, nas cartas de Paulo e no livro de Apocalipse, há referências à grande apostasia que se verificará e que estará ligada a uma grande tribulação (Mt.24:9-13; Mc.13:11-13; 2.Ts.2:3-4; 1.Tm.4:1-3; 2.Tm.3:1-5; Ap.16). A Igreja de Cristo atravessará essa calamidade. Muitos cristãos passarão horas de aflição e dúvida, e alguns chegarão a perder a fé (Mt.24:12).

4º. O aparecimento do Anti-Cristo:

O Novo Testamento fala no aparecimento do Anti-Cristo, ou da Besta, como um dos acontecimentos que precederão a vinda de Cristo (Mt.24:5; 1.Jo.2:18-22; 4:3; Ap.13). No livro de Apocalipse há indicações de dois tipos de Anti-Cristo: um religioso e outro político. Tem havido várias interpretações sobre o que seria ou quem seria o Anti-Cristo ou a Besta. As duas interpretações mais aceitas são: a) o Anti-Cristo é um princípio anti-divino e anti-cristão que tem aparecido através da história da humanidade em impérios, organizações ou pessoas; b) o Anti-Cristo é uma pessoa escatológica, isto é, que aparecerá no fim dos tempos e que encarnará em si todas as maldades e todos os pecados contra Deus e o seu povo. É difícil dizer qual das interpretações é a mais certa. O que podemos afirmar é que o mal pode tomar várias formas, todas elas contrárias a Deus.

5º. Grandes sinais e maravilhas:

No Seu sermão profético, Jesus fala que a Sua vinda será procedida por grandes sinais na terra: guerras, terremotos, fome e o aparecimento de falsos profetas; e também sinais no céu: no sol, na lua e nas estrelas (Mt.24:9). Esses acontecimentos extraordinários servirão de aviso à humanidade sobre a iminência  ou aproximação do Dia do Senhor.  

COMO SERÁ A SEGUNDA VINDA DE CRISTO?

Um dos pontos que devemos destacar é que a Parousia do Senhor Jesus será um acontecimento único. Assim, o Novo Testamento apresenta a vinda de Cristo como acontecimento singular e não plural. Nesse acontecimento singular, naturalmente, está incluída a totalidade da ação de Cristo ressuscitando os mortos, recebendo a Igreja, julgando os homens, etc. Mas, a sua vinda será única e para sempre (2.Ts.2:1-8; 2.Ts.1:7-10). Daremos algumas características da segunda vinda como as encontramos nos textos bíblicos:

A) Sua data é ignorada pelos homens e pelos anjos (Mt.24-36; 25:13; At.1:6,7). Por isso está errado marcar a data da volta de Cristo, como muitos falsos profetas já fizeram e depois ficaram desmoralizados.

B) Será pessoal (At.1:11; Hb.9:28; Ap.1:7). Esse fato é importante porque demonstra que a presença de Cristo será completa e perceptível.

C) Será repentina (Mt.24:37; 43,27; 25:1-12), no sentido de ser inesperada. Será um acontecimento que surpreenderá muitos que não estiverem alerta e vigilantes.

D) Será gloriosa e triunfante (Mt.24:30; 25:31). Será um acontecimento que marcará o ponto mais alto da exaltação de Cristo, que foi humilhado até a morte, e morte de cruz.

Devemos notar que a doutrina da segunda vinda fala de um acontecimento que dá razão de ser à existência da Igreja e mostra a grande esperança dos cristãos. Sem essa esperança a Igreja não existiria. Por isso, a Bíblia termina com o cântico do “Maranata”“Amém, vem, Senhor Jesus!” (Ap.22:20). A doutrina da segunda vinda deve ter um cunho prático e deve estar relacionada com o nosso viver diário. Não é uma doutrina que deve ser colocada em segundo plano, nem devemos pensar na segunda vinda como fato de um distante futuro que nada tem a ver com a nossa vida hoje. Devemos lembrar que é a esperança da segunda vinda que alimenta a fé que o cristão tem no poder e no amor de Deus revelados em Cristo. O próprio Cristo chamou a atenção para esse fato, exortando-nos a sermos vigilantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.