DESEJO POR VIDA ETERNA

Imagem relacionada
DESEJO POR VIDA ETERNA

Mc.10:17-27

 

Há três deuses que movimentam a história do mundo, os quais são: poder, fama e dinheiro. Todos aqueles que desejam tais coisas, mais do que a Jesus, criam um ídolo subjetivo em seus corações, e consequentemente se tornam semelhantes àquilo que adoram! Jesus, obviamente, ao dialogar com o jovem rico, não estava condenando suas posses, mas a prioridade do seu coração! O Mestre sabia que o jovem amava mais as coisas do que o Criador, portanto sua avareza foi um empecilho para aceitar o convite de Jesus ao discipulado. Veremos quatro verdades apresentadas nesse encontro, as quais são:

 

  1. RELIGIOSIDADE. “Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?” (Mc 10:17).

A expressão “que farei?” transmite a ideia de condição, ou seja, o jovem intencionava conhecer o que ele precisava fazer para conquistar a salvação, expressando uma compreensão equivocada acerca da graça de Deus, que é favor imerecido por nós. Inúmeras vezes achamos que podemos comprar com nossas atitudes, ou até mesmo nosso dinheiro, a atenção de Deus, vivendo como religiosos e não como discípulos(as) de Jesus que se relacionam com Ele por gratidão, por tudo o que fez e tem feito por nós!

Compartilhe o que você entende dessa afirmação: Quanto mais religião eu pratico mais perto de Deus eu chego. Qual a diferença entre religião e evangelho?

 

  1. DISCIPULADO. “Olhando para ele, Jesus o amou e disse-lhe: Uma coisa te falta; vai vende tudo o que tens (…) e depois vem e segue-me” (Mc 10:21).

A questão aqui, já mencionada acima, não é a riqueza, mas o coração na riqueza porque “as coisas materiais podem abafar a nossa vida espiritual” (John Stott). Com certeza, Deus quer nos prosperar em todas as áreas, mas nossos corações devem ser completamente Dele! O chamado ao discipulado é radical e exigirá de nós todo o nosso ser!

Você identifica em sua vida algo que é mais importante que Jesus, que precise abrir mão?

 

  1. AMOR AO MUNDO. “Mas ele, abatido por essas palavras, retirou-se triste, porque possuía muitos bens” (Mc 10:22).

O modo como tratamos a Deus não é o modo como Ele nos trata. Deus nunca fica ofendido com nossas ações. Embora o jovem rico tenha optado por sua riqueza, Jesus o amou e teve compaixão. Talvez você tenha optado por caminhos diferentes daquele que Deus planejou para você, e isso tem gerado tristeza e aumentado o vazio em seu coração. Mas o convite de Jesus para uma vida nova ainda permanece aberto a todos, basta você “vender tudo”, abrir mão de tudo, por Ele!

Como você se vê? Como você acha que Deus te vê?

 

  1. GRAÇA. “Quem, então pode ser salvo?” (Mc 10:26).

Serão salvos todos aqueles que foram alcançados pela graça imerecida de Deus, e que entendem que não tem nada a oferecer em troca de tão grande salvação. Quando compreendemos que fomos amados “quando ainda éramos fracos e inimigos de Deus” (Rm 5:6,10) ficamos tão gratos a esse Deus de amor que moldamos nossa vida a vontade Dele, não como uma tentativa de conquistar algum beneficio, mas pela alegria da Sua companhia. Talvez na sua família tenha alguém que, do ponto de vista humano, é impossível se render a Jesus, mas não se esqueça que aquilo que é impossível a nós “é possível para Deus” (Mc 10:27).

Você foi alcançado pela graça de Jesus e aceitou tornar-se um discípulo dele? O que precisamos fazer a partir de agora?

 

CONCLUSÃO

Poder, fama, status, dinheiro ou qualquer outra coisa não podem satisfazer o nosso coração. Somente Cristo pode dar sentido às nossas vidas. Todos aqueles que creram no Senhor Jesus relativizaram as coisas desse mundo porque compreenderam que não há nada aqui que possa trazer vida aos nossos corações. Quem aceitou o fascinante convite de Jesus para andar com Ele, usa as coisas como um meio para um objetivo e não um fim em si mesmo, e tem todo seu coração rendido a Ele. Glória a Deus porque Ele nos fez livres!

 

Autor: Pr Andre LDA

Bacharel em Teologia pela Faculdade Evangélica do Brasil - ISBL, estudou também na Faculdade Teológica Sul Americana, convalidando o curso na Unicesumar. Especialista em docência no ensino superior pela Unicesumar e Liderança, Plantação e Revitalização de Igrejas pelo Seminário Teológico Asbury. Atualmente é graduando em licenciatura em história pela Unicesumar. Tenho uma grande e honrosa missão, Ganhar, Cuidar e Encorajar as pessoas a terem um relacionamento com Jesus, é nisso que gasto minha vida, eu e toda minha família estamos envolvidos nesta nobre tarefa. Soli Deo Gloria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.