DISCIPULADO: UMA FASCINANTE JORNADA COM CRISTO

DISCIPULADO: UMA FASCINANTE JORNADA COM CRISTO
Resultado de imagem para discipulado

Mc.8:34-38

Nos dias de hoje, é possível que algumas igrejas estejam lotadas, mas rasas em seu relacionamento com Cristo. Podemos constatar esse fato, com o crescente número de “convertidos”, mas pouca transformação na sociedade, justamente porque não se paga o preço do discipulado. Sobre isso, afirmou J. I. Packer: “a igreja possui cinco quilômetros de extensão e apenas cinco centímetros de profundidade.” Veremos, neste estudo, três verdades que nos ajudarão a compreender o discipulado, as quais são:

1) RENDIÇÃO (v.34).

O discipulado com Cristo estabelece rendição diária a Jesus, e isso significa que devemos nos dispor a Sua vontade e segui-lo, com todo nosso ser. No evangelho de Marcos, podemos observar que a multidão estava mais interessada no que Jesus poderia oferecer, e não em quem Ele era. E este é o propósito do discipulado: conhecê-lo, todos os dias, por meio do relacionamento. O resultado dessa rendição constante é tornar-se parecido(a) com Jesus.

Quais áreas da nossa vida ainda precisamos render a Jesus?

2) INVESTIMENTO (v.34). No relacionamento de discipulado com Cristo, é necessário investir toda nossa vida. O mundo, enquanto sistema, é maligno, e a única maneira de vencê-lo é dedicar, completamente, tudo o que somos a Cristo. Por isso, quando Jesus nos convida a “segui-lo”, está estabelecendo princípios para que possamos nos submeter a sua vontade e “tomar a cruz”, independentemente da radicalidade de não sermos compreendidos, até mesmo pela nossa família. Porém, mesmo que as situações sejam adversas, seguir a Jesus deve gerar alegria em nosso coração, pois é a cruz que nos une a Cristo!

Você já sofreu perseguição ou preconceito por ser discípulo de Jesus?

3) RECOMPENSA (v.35,36). O sofrimento nesta vida é breve, se comparado à alegria da eternidade proporcionada pelo vínculo do discipulado. O discipulado nos livra da tirania da urgência do dia a dia, e as nossas prioridades são reorganizadas, e mesmo que as coisas que conquistamos sejam importantes, tornam-se relativas quando nosso foco está em Cristo. A recompensa do discipulado é Cristo, nesta vida e na eternidade!

O que o seu relacionamento com Cristo tem gerado em seu coração?

Nossa Igreja está no “discipulado um a um”. Quais os benefícios de ser discipulador e de ser discípulo?

CONCLUSÃO

O convite de Jesus é radical: “Venham e me sigam, tomem a sua cruz!”. Porém, é recompensador quando nos rendemos e investimos tudo o que somos nEle. Não importa pelo que temos passado, una-se a Jesus em relacionamento e teremos forças para romper as barreiras que nos cercam.