Aborto

Um precedente grave e absurdo foi aberto no Brasil! Em mais uma decisão polêmica do nosso conturbado STF, que passou a legislar, (Não é papel do mesmo) diante a omissão do nosso inoperante Congresso.

Abortamento com menos de três meses de vida do concepto agora já é possível, mesmo que o bebê esteja saudável e bem formado, e mesmo que não seja fruto de um estupro.

A Bíblia diz em Jeremias 1:5: “Antes que eu te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da mãe te santifiquei; às nações te dei por profeta.”

Deus está ativo na vida de um ser humano enquanto ele está no útero. A Bíblia diz em Salmos 139:13-14: “Pois tu formaste os meus rins; entreteceste-me no ventre de minha mãe. Eu te louvarei, porque de um modo tão admirável e maravilhoso fui formado; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem.”

Quase que unanimemente, as religiões condenam o aborto, entendendo que a vida humana é intocável desde o primeiro instante em que é concebida e qualquer alteração afeta a natureza criada pelo Senhor. Do ponto de vista teológico, baseamos nossa posição nos ensinamentos bíblicos, como encontramos no Livro de Êxodo, capítulo 20, versículo 13, que diz: “Não matarás”, um dos princípios dos dez mandamentos da lei de Deus.

O Apóstolo Paulo, em sua Primeira Epístola aos Coríntios, Capítulo 3, versículo 16 e 17, escreveu: “Não sabeis que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o santuário de Deus que sois vós é sagrado.”

Questione- se:

1- Qual a diferença desse pequenininho da foto e de uma criança de 5 anos? Resposta: O pequenino está no ventre e ninguém vê… O que os olhos não vêem o coração não sente, se eu não vejo, não amo. Então… MATA!

2- Argumento dos abortistas: O corpo pertence a mulher e ela tem direito a fazer o que quiser com ele. Mas… “O embrião é uma entidade distinta, uma vida humana individual, e não simplesmente um objeto exclusivo do corpo da Mãe”, (veja, esse corpinho igual ao da foto pertence a quem mesmo? Esse da foto é o corpo da mulher? Ou é o corpo de outra pessoinha com o direito de nascer?)… Mas ele não pode argumentar, não tem como se defender, então… MATA!

3- Se matarem um cachorro, aparece gente com tanta raiva e revolta… Mas matar uma criança no útero não… Ai pode! Então… MATA!

4- Puxar o rabo de um boi em uma vaquejada foi proibido, não pode porque é maltrato… Mas dilacerar o corpinho de um bebê intra-útero porque ninguém ainda contemplou o seu rostinho pode. Então… MATA!

5- Ah… Mas eu quero gozar sem compromisso, tem tantos métodos anticoncepcionais, mas não quero saber, quero sentir meu prazer, o futuro? Não quero nem pensar nisso, já disse, quero gozar. E se depois engravidar? É fácil… MATA!

– Mamãe, papai, socorro, você mataria meu irmãozinho recém nascido? Não? Por que não ele? Por que eu? Se vocês deixarem eu nascer, posso um dia cuidar de você… vou te amar, te agradecer… Então por favor mamãe, eu te imploro, não me… MATA!

E se fosse você em formação dentro do útero, gostaria de correr? De tentar nascer? Se você estivesse dentro do útero, vendo sem ter como reagir, receberia bem o … MATA!?

Parte do texto, retirado do comentário de um amigo, Célio Rodrigues.