VOCÊ PRECISA DA PÁSCOA

Qual é a verdadeira origem da Páscoa?

 1) Não tem nada a ver com ovos nem coelhos. Sua origem remonta os tempos do Velho Testamento, por ocasião do êxodo do povo de Israel da terra do Egito. A Bíblia relata o acontecimento no capítulo 12 do livro do Êxodo. Faraó, o rei do Egito, não queria deixar o povo de Israel sair, então muitas pragas vieram sobre ele e seu povo. A décima praga, porém, foi fatal: a matança dos primogênitos – o filho mais velho seria morto. Segundo as instruções Divinas, cada família hebréia, no dia 14 de Nisã, deveria sacrificar um cordeiro e espargir o seu sangue nos umbrais das portas de sua casa. Este era o sinal, para que o mensageiro de Deus, não atingisse esta casa com a décima praga. A carne do cordeiro deveria ser comida juntamente com pão não fermentado e ervas amargas, preparando o povo para a saída do Egito. Segundo a narrativa Bíblica, à meia-noite todos os primogênitos egípcios, inclusive o primogênito do Faraó foram mortos. Então Faraó, permitiu que o povo de Israel fosse embora, com medo de que todos os egípcios fossem mortos.

2) Em comemoração a este livramento extraordinário, cada família hebréia deveria observar anualmente a festa da Páscoa, palavra hebraica que significa “passagem” “passar por cima”. Esta festa deveria lembrar não só a libertação da escravidão egípcia, mas também a libertação da escravidão do pecado, pois o sangue do cordeiro apontava para o sacrifício de Cristo, o Cordeiro que tira o pecado do mundo.

Pontos sobre o verdadeiro significado da páscoa?

1) A páscoa existe para sermos livres do “anjo da morte” – vimos á cima sobre o povo de Deus no Egito, mas, a Bíblia diz: “Aquele que pecar, morrerá” e também diz “Todos pecaram”. Então, Jesus morreu para que fôssemos livres da morte espiritual;

2) Na páscoa encontramos o verdadeiro “sentido da vida” – Deus falou: “Façamos o homem a nossa imagem e semelhança”. Na verdade, satanás tinha esses planos de ser a “imagem e semelhança” do próprio Deus. Mas esse privilégio foi reservado para nós seres humanos. É preciso que voltemos ao “JARDIM DO ÉDEN” para entendermos o real sentido da nossa vida. Lá o homem foi criado para ter intimidade com Deus. Interagir com Deus. E ser igual a Deus. É para isso que nós existimos.

3) Maximizar o  nosso potencial –  Todos temos grandes potenciais. E volto a repetir que só voltando ao Éden (lugar de intima comunhão com Deus) é que vamos descobrir e usar o nosso potencial para Deus.

Conclusão

Páscoa significa – libertação da escravidão.

Lembre-se: I Co. 5:7

Lançai fora o velho fermento para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento, pois também Cristo, nosso cordeiro pascal, foi imolado.

Veja também:

Páscoa-A-Grande-Celebração-pela-Liberdade

A História da Páscoa

PÁSCOA – – CELEBRAÇÃO DA RESSURREIÇÃO DE CRISTO

FESTAS JUDAICAS E DIAS SAGRADOS

 

Autor: Pr Andre LDA

Bacharel em Teologia pela Faculdade Evangélica do Brasil - ISBL, estudou também na Faculdade Teológica Sul Americana, convalidando o curso na Unicesumar. Especialista em docência no ensino superior pela Unicesumar e Liderança, Plantação e Revitalização de Igrejas pelo Seminário Teológico Asbury. Atualmente é graduando em licenciatura em história pela Unicesumar. Tenho uma grande e honrosa missão, Ganhar, Cuidar e Encorajar as pessoas a terem um relacionamento com Jesus, é nisso que gasto minha vida, eu e toda minha família estamos envolvidos nesta nobre tarefa. Soli Deo Gloria

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: