Equipando o Círculo Familiar

Equipando o Círculo Familiar

Por Joel Comiskey, excertos de Children in Cell Ministry (As Crianças no Ministério Celular, em tradução livre) (agora disponível em http://store.joelcomiskeygroup.com/chincemidifu.html)

Embora seja importante ajudar os pais a se envolverem no ministério infantil da igreja local, é ainda mais importante que os pais cuidem de seus filhos em casa.

Os pais estão na linha de frente na tarefa de modelar o cristianismo para os seus filhos e deixá-los verem de perto que Jesus está vivo através de seu estilo de vida. Lawrence O. Richards, especialista em educação cristã, estudou crianças de lares cristãos que continuaram a seguir a Jesus, e ele observou: “De alguma forma a fé dos pais era capturada pelos filhos, e mesmo aqueles que tinham todas as informações corretas sobre Deus e poderiam acertar perfeitamente todas as perguntas em um teste sobre como Ele é, não sentiam que O conheciam a menos que eles percebessem que de alguma forma Deus era real para sua mãe e seu pai” (trecho em tradução livre). Essa ideia de ser “real para sua mãe e seu pai” é o testemunho mais importante para as crianças e é o que terá um impacto muito maior do que toda a pregação e ensino juntos.

Frequentar a igreja aos domingos e a célula durante a semana vai ajudar os adultos a crescerem no Senhor, mas é a sua vida cotidiana vivida diante de seus filhos que vai fazer a diferença. A educação cristã não pode ser muito eficaz sem a cooperação da casa. Os valores passam para as crianças. A palavra não dita, a observação casual e o comportamento dos pais deixam impressões profundas nos filhos.

O que as crianças veem nesses primeiros anos é mais importante do que o que elas ouvem. Elas aprendem mais com o que os adultos fazem do que com o que eles dizem; elas são sensíveis ao currículo oculto. Os educadores chamam isso de “educação informal”. Nos primeiros anos, a educação informal ocorre principalmente em casa e tem um impacto mais direto do que o ensino formal oferecido na igreja ou nas escolas. A educação informal é um processo ao longo da vida em que as atitudes, valores, habilidades e conhecimento são adquiridos a partir da experiência diária e de recursos educacionais no ambiente da criança. A frase comum “valores são capturados mais do que ensinados” é uma referência à educação informal que as crianças experimentam nas famílias e em outros ambientes sociais e é absorvida em seus comportamentos e atitudes fundamentais.

O papel da Igreja é preparar os pais para viverem vidas cristãs na frente de seus filhos, em vez de esperarem que a igreja faça isso por eles.

Aqueles momentos em que as crianças acordam e veem sua mãe ou pai lendo a Palavra de Deus, intercedendo por um mundo perdido, ou ouvindo uma música de adoração vai deixar uma impressão duradoura sobre elas. O oposto também é verdadeiro. Se elas raramente veem seus pais passando tempo com Deus, elas não vão ser encorajadas a fazerem isso. Ou pelo menos elas não vão considerar o tempo de silêncio como uma prioridade. Pior ainda, se ouvirem seus pais ensinando os outros sobre a prioridade do momento a sós com Deus, mas depois elas percebem um padrão de comportamento duplo em casa, elas serão desencorajadas para o evangelho.

As crianças precisam descobrir através da observação que a religião não é apenas para o domingo na igreja: Deus é importante para os adultos que elas amam durante toda a semana em casa e no trabalho.

Autor: Pr Andre LDA

Bacharel em Teologia pela Faculdade Evangélica do Brasil - ISBL, estudou também na Faculdade Teológica Sul Americana, convalidando o curso na Unicesumar. Especialista em docência no ensino superior pela Unicesumar e Liderança, Plantação e Revitalização de Igrejas pelo Seminário Teológico Asbury. Atualmente é graduando em licenciatura em história pela Unicesumar. Tenho uma grande e honrosa missão, Ganhar, Cuidar e Encorajar as pessoas a terem um relacionamento com Jesus, é nisso que gasto minha vida, eu e toda minha família estamos envolvidos nesta nobre tarefa. Soli Deo Gloria

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: