Saudável, Não Perfeito

Saudável, Não Perfeito

por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Quando eu era um estudante universitário pensando em me tornar um pastor, um jovem pastor associado de uma igreja próxima me colocou sob sua asa. “Stan” passou um tempo comigo discutindo ministério e teologia. Ele também me convidou para jantar algumas vezes, o que foi muito bem-vindo uma vez que eu geralmente cozinhava para mim (ou tentava) naquela época.

O que mais me marcou nesses jantares não foi a substância de nossas conversas teológicas; era a maneira como Stan interagia com sua família. Eu observei a maneira como ele se relacionava com sua esposa e seus dois filhos jovens, especialmente quando eles não estavam no melhor dos humores. Uma coisa é discutir sobre graça; outra coisa é mostrá-la quando seu filho pequeno está irritado na frente da visita.

O ministério celular é relacional, ou não é nada. Nós devemos compartilhar nossas vidas uns com os outros. Isso inclui deixar aqueles que discipulamos nos verem com as nossas famílias – como realmente somos. Essa é a maneira pela qual Deus vai lhes formar como cônjuges, pais e filhos. Gostaríamos de impressionar a todos com nossas famílias perfeitas, mas todos nós sabemos que não existe tal coisa. E mesmo que a nossa fosse perfeita, isso não ajudaria ninguém porque suas famílias não são perfeitas. O que eles precisam é saber como viver e liderar uma família imperfeita.

Como líderes, nossas famílias são nosso primeiro ministério. Devemos amar e discipular as nossas famílias, e depois amar e discipular outros. Nossas famílias não precisam ser perfeitas para estarmos no ministério, mas elas precisam ser saudáveis. Não faz sentido nós ensinarmos aos outros como viver de uma forma que honra a Cristo e que é relacional, enquanto não fazemos isso em casa. Isso não é só hipócrita, como não funciona. Nós replicamos o que nós somos, não o que nós ensinamos.

Portanto, invista em sua família. Não espere que sua família espere até a próxima temporada ocupada terminar para ter sua atenção. Desfrutem uns dos outros. Deixe o seu povo te ver – imperfeições e tudo. Não pressione sua família para fingir ser o que não é. Conforme as pessoas veem você liderando através das imperfeições (suas e da sua família) elas serão incentivadas a fazer o mesmo.

Autor: Pr Andre LDA

Bacharel em Teologia pela Faculdade Evangélica do Brasil - ISBL, estudou também na Faculdade Teológica Sul Americana, convalidando o curso na Unicesumar. Especialista em docência no ensino superior pela Unicesumar e Liderança, Plantação e Revitalização de Igrejas pelo Seminário Teológico Asbury. Atualmente é graduando em licenciatura em história pela Unicesumar. Tenho uma grande e honrosa missão, Ganhar, Cuidar e Encorajar as pessoas a terem um relacionamento com Jesus, é nisso que gasto minha vida, eu e toda minha família estamos envolvidos nesta nobre tarefa. Soli Deo Gloria

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: