Os Três Níveis do Discipulado

4

OS TRÊS NÍVEIS DO DISCIPULADO

 

Na Visão do M.D.A. todo cristão deve ter pelo menos três discípulos. Como já foi mencionado, o número mínimo é três (M.D.A. 3) e o número máximo é doze (M.D.A 12). Em outras palavras, talvez alguém seja muito ocupado com emprego, faculdade, e etc.; obviamente esta pessoa só poderá ter três discípulos. Já outra pessoa, com muito mais tempo, poderá discipular muito mais do que três. Na Bíblia está escrito que Deus quer que façamos discípulos (Mateus 28.18-20). Não está escrito, porém, quantos discípulos cada um deve ter. Por isso, é importante que cada cristão saiba ouvir a voz de Deus para saber exatamente quantos discípulos ele deve ter. Quando um discipulador está discipulando o número total de discípulos que Deus lhe indicou, ele tem o que é chamado de um M.D.A completo.

 

Se o discipulador não tiver o seu M.D.A completo, ao ganhar alguém para Jesus, essa pessoa poderá se tornar seu discípulo (se for do mesmo sexo). Se o discipulador já tem um M.D.A. completo ou se a pessoa que ele ganhou para Jesus for do sexo oposto, ele deve garantir cuidadosamente que o novo convertido seja realmente discipulado muito bem por outro discipulador e integrado em uma boa Célula.

 

Quando o discipulador chega no nível de Supervisor de Área em diante é importante que use os três níveis de discipulado para ajudá-lo na organização dos seus discípulos.

 

Nível n.º 1

 

Estes sãos os discípulos principais em que o discipulador vai investir a maior parte do seu tempo. Normalmente são:

 

  • Pessoas em que o discipulador vê elevado potencial.
  • Pessoas em quem o discipulador quer investir a longo prazo também.
  • Pessoas em que o discipulador está discipulando na vida pessoal e na vida ministerial.
  • Pessoas que estão debaixo da cobertura do discipulador na hierarquia de Células.

 

Nível n.º 2

 

Estes não são discípulos (no sentido um a um) deste discipulador, mas por causa do ministério, ou outra razão, estão semanalmente se reunindo em grupo debaixo deste líder. Por considerá-los muito importantes, este líder está discipulando indiretamente – mas poderosamente, às vezes, inclusive, muitas horas por semana. Por isso ele os considera discípulos “Nível n.º 2”.

 

Nível n.º 3

 

Estes são discípulos (Um a Um) com quem o discipulador reúne uma vez toda semana, mas por serem bem novos, ou resistentes, ou etc, ele não sente que deve investir muito tempo neles.

 

Muitas vezes o discípulo Nível n.º 3 poderá se tornar um discípulo Nível n.º 1. Se o M.D.A do discipulador já estiver completo, ele muitas vezes vai manter algumas “vagas” no Nível n.º 3 para cuidar de novas pessoas que ele ganhou para Jesus, até que sejam transferidos para outro discipulador.

 

 

Autor: Pr Andre LDA

Bacharel em Teologia pela Faculdade Evangélica do Brasil - ISBL, estudou também na Faculdade Teológica Sul Americana, convalidando o curso na Unicesumar. Especialista em docência no ensino superior pela Unicesumar e Liderança, Plantação e Revitalização de Igrejas pelo Seminário Teológico Asbury. Atualmente é graduando em licenciatura em história pela Unicesumar. Tenho uma grande e honrosa missão, Ganhar, Cuidar e Encorajar as pessoas a terem um relacionamento com Jesus, é nisso que gasto minha vida, eu e toda minha família estamos envolvidos nesta nobre tarefa. Soli Deo Gloria

Um comentário em “Os Três Níveis do Discipulado”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: