Acreditar que uma Mentira é a Verdade: Eu Simplesmente Não Tenho Tempo

Acreditar que uma Mentira é a Verdade: Eu Simplesmente Não Tenho Tempo

por Ralph Neighbour

Eu quero salientar, amigos, que o tempo é da essência. Não há tempo a perder, por isso não compliquem suas vidas desnecessariamente. Mantenham simples—no casamento, no sofrimento, na alegria, em qualquer coisa. Mesmo nas coisas comuns—suas rotinas diárias de compras, e assim por diante. Repartam o mínimo possível com as coisas que o mundo empurra para vocês. Este mundo como vocês veem está para passar (I Cor. 7: 29-31 A Mensagem).

Universalmente os cristãos concordam que Deus tem o direito de um dízimo dos nossos recursos. Todos leram Malaquias 3:8 : “Pode um homem roubar de Deus? Contudo vocês estão me roubando. E ainda perguntam: ‘Como é que te roubamos?’ Nos dízimos e nas ofertas”

Nós estupidamente aplicamos esse princípio do Reino de dizimar apenas para as finanças. Satanás ama isso! Ele formou os reinos deste mundo motivando as pessoas a acumularem esplendor. Esta poderosa motivação prioriza valores fundamentais de toda a humanidade. Gastar noite e dia amontoando tempo para ganhar prosperidade e prazer destrói a consciência da ordem mundial sobrenatural. A maioria nunca entendeu que todas as atividades começam no sobrenatural antes de aparecerem no natural. Se nós não vemos a forma satânica como nosso tempo é controlado, nossos ministérios nunca acontecem. Uma mentira sutil de Satanás vista como verdade é: “eu simplesmente não tenho tempo!”

Mesmo crentes que dizimam (uma quantia mínima de 7-9% de membros da igreja!) vão rapidamente se desculpar por não terem tempo para fazer “atividades cristãs”. O comentário universal é: “Você não sabe como é equilibrar o tempo entre o trabalho e minha família, e não sobra muito para o trabalho da igreja”. Eu ouvi isso nos EUA, Singapura, África do Sul, Brasil, etc.

Eu encontrei uma maneira de trazer os trabalhadores das células para encararem a verdade sobre o dízimo de TEMPO – o bem mais precioso da vida. Podemos ganhar e perder fortunas, mas nunca podemos recuperar o tempo. Uma vez gasto, ele está eternamente perdido.

Então, se nós dizimamos uma semana de tempo, quantas de nossas horas pertencem a Deus? 24 x 7 = 168 horas. Divida isso por 10%: 16,8 horas semanais é um dízimo de nosso tempo, que pertence a Deus! Eu pedi nas minhas Conferências para Líderes de Célula para o grupo ver quantas horas são dedicadas a todas as atividades do Reino incluindo oração, estudo bíblico, ministério, adoração, aconselhar a outros, etc. Poucos, talvez 2% das pessoas, chegaram perto de 16,8 horas. Torna-se óbvio que nós somos escravos de “horários fugitivos” que estão roubando Deus de Seu tempo.

A solução exige um reajuste total de prioridades! A verdade nua e crua é que o Reino de Deus não está na lista de prioridades de qualquer e todos os cristãos que “Não Têm Tempo Para Isso”. Sentar e rever as preciosas horas da nossa semana para priorizar o trabalho de Deus é uma necessidade absoluta. “O tempo é da essência. . .”

Selah.

Autor: Pr Andre LDA

Bacharel em Teologia pela Faculdade Evangélica do Brasil - ISBL, estudou também na Faculdade Teológica Sul Americana, convalidando o curso na Unicesumar. Especialista em docência no ensino superior pela Unicesumar e Liderança, Plantação e Revitalização de Igrejas pelo Seminário Teológico Asbury. Atualmente é graduando em licenciatura em história pela Unicesumar. Tenho uma grande e honrosa missão, Ganhar, Cuidar e Encorajar as pessoas a terem um relacionamento com Jesus, é nisso que gasto minha vida, eu e toda minha família estamos envolvidos nesta nobre tarefa. Soli Deo Gloria

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: